sexta-feira, 14 de setembro de 2012

O sentido de um sentir


Quando ficou sozinho, depois da festa, precisou entender o que sentia. E como entenderia? Pelo seu modo natural de entender as cosias, vendo-as refletidas por fora.

Foi ao baú dos LPs e procurou. Revirou cada disco. Leu o nome das músicas, ouviu trechos de algumas, pensou em outras que nem sequer tinha mais. Nada. Nenhuma música lhe cantava o que sentia.

Partiu para as estantes estalando de livros. Descartou de cara a prosa. O que sentia era poesia. Percorreu lombadas com os dedos, virando a cabeça ora à esquerda, ora à direita. Folheou páginas de sonetos, com rimas e sem rimas. Leu trechos em voz alta, em voz baixa, silenciosamente. Leu em inglês, em espanhol, em pitadas de russo, em português até. Nada. Nenhum dos seus poetas jamais escrevera sobre que ele sentia.

Foi à janela. Olhou as estrelas e sentiu o cheiro gelado da noite. Tocou as grades frias, seu próprio corpo quente de febre, a seda verde e escura das cortinas. Nada. Nenhuma sensação, nenhuma visão, nenhum cheiro traduzia o que lhe passava por dentro. 

Tentou então encontrar palavras. É só pela palavra que o homem domina. Que nome dar? Os nomes velhos já não serviam. Era carnal para ser esperança. Era azul para ser amor. Tinha delicadeza para ser paixão, pulsação para ser carinho e pelos demais para se chamar liberdade. Como era então? De repente lhe ocorreu: era peito-explodindo-por-dentro.

Era novo. 
E era bom.

Peito-explodindo-por-dentro. Repetiu, e seu sorriso desabrochou inteiro. Deitou na cama, mas não dormiria aquela noite. Nem em muitas outras mais. Não dormiria até a explosão se manifestar do lado de fora. Até ele ser 'eu-explodindo-inteiro'. Só então ele teria terminado a busca. Só então ele entenderia, completamente, o sentido do que sentia.

4 comentários:

  1. Ando LOUCA, feito animal salivando, por esse momento "peito-explodindo-por-dentro"...

    Que venha logo a explosão dele.
    Que retorno logo a minha.

    Bjs, cincodezembrista.

    ResponderExcluir
  2. No meu caso é a cabeça-explodindo-por-dentro. Neurose.

    ResponderExcluir
  3. Belo em e a todos os sentidos...

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário.